Câmara Municipal de Campo Grande

Legislação

Dia-a-dia

Utilidade Pública

Contato

Desaparecidos

GENI MARIA DE OLIVEIRA RIBEIRO
70 anos
Detalhes
Antonio Rezende de Oliveira
68 anos
Detalhes
ODARCI RAMOS DA SILVA
68 anos
Detalhes
JESUINO RIBEIRO
74 anos
Detalhes
Francisco de Assis Soares
62 anos
Detalhes
CRISTIANE MARIA FERNANDEZ
38 anos
Detalhes
LUIZ HENRIQUE DE MELO TINOCO ALVES
14 anos
Detalhes
JAIR CANDIDO
69 anos
Detalhes

Câmara aprova projeto da vereadora Luiza Ribeiro e cria do Dia da Empregada Doméstica

A Câmara de Vereadores aprovou, na sessão desta quinta-feira, o projeto de lei da vereadora Luiza Ribeiro (PPS) que institui o “Dia da Empregada Doméstica”, a ser comemorado, anualmente, no dia 27 de abril, a referida data é uma homenagem à padroeira das domésticas, Santa Zita, que nasceu em 1218 na cidade de Lucca, Itália,  trabalhou como empregada doméstica para uma família de nobres e ajudou aos mais necessitados, foi canonizada em 1696.
 
“A sociedade brasileira está deixando décadas de preconceito para enfim respeitar as empregadas domésticas e, Campo Grande, precisa valorizar o trabalho doméstico, assim como tem feito com outras profissões”, comentou a vereadora.
 
Em Campo Grande o Sindicato das Empregadas Domésticas está se estruturando para defender os interesses e demandas da categoria, a sede está localizada na Rua Antonio Maria Coelho, 1.152 – Centro.
 
Dados
 
Atualmente no Brasil tem 7,2 milhões de empregados domésticos, sendo 6,7 milhões de mulheres e 504 mil homens, e aparece como o país com a maior população de trabalhadores domésticos do mundo em números absolutos, segundo estudo feito em 117 países e divulgado pela Organização Internacional do Trabalho (OIT).
 
De acordo com o relatório da OIT, 17% das mulheres que trabalham no Brasil realizam tarefas domésticas, percentual um pouco abaixo do registrado em países vizinhos como Argentina (18,3%) e Uruguai (18,5%), além de Costa Rica (17,3%) e Ilhas Cayman (17,3%), na América Latina e Caribe, e maior, por exemplo, que Chile (14,3%), Colômbia (13%), Venezuela (14,4%) e México (10,3%).
 
No Brasil, somente em 1972, pela Lei Federal n. 5.859 que foi estabelecida atividade doméstica como profissão, e atualmente com a Emenda Constitucional n. 72/2013, o trabalhador doméstico, e em especial a empregada doméstica, passou a ter os mesmos direitos que o trabalhador urbano e rural, conforme art. 7º da Constituição Federal.
 
Marinete Pinheiro
Assessoria de imprensa da Vereadora
postada em 20/06/2013 12:44 - 555 visualizações

Comente!

Nome:
E-mail: (não será publicado)
Mensagem:
 
Avenida Ricardo Brandão, 1.600 - Jatiuka Park | CEP: 79.040-904
Campo Grande - MS - Fone: (67) 3316-1500
Siga-nos:
BluSite