logo
22.06.2020 · Vereador Dr. Wilson Sami
Dr. Sami reforça importância do uso de máscaras para proteção contra a COVID-19
img_1025_ver_dr_wilson_sami_fto_izaias_medeiros

À partir desta sexta-feira (19), o uso de máscaras de proteção passa ser obrigatório em Campo Grande, de acordo com decreto publicado no Diogrande (Diário Oficial de Campo Grande) e assinado pelo prefeito Marquinhos Trad.

Segundo consta no decreto n. 14.354 de 18 de junho de 2020, aprovado na Câmara Municipal na mesma data, prevê que, considerando a pandemia de COVID-19, fica determinada a obrigatoriedade do uso de máscaras de proteção facial em todos os espaços públicos e privados de acesso ao público em geral, no âmbito do município de Campo Grande, durante a pandemia.

O vereador Dr. Wilson Sami (MDB) é coautor da medida e defende a obrigatoriedade do item de segurança, devido a gravidade da pandemia e o crescimento no número de pessoas infectadas em Campo Grande.

“É indispensável cuidado redobrado neste período. Estamos diante de uma pandemia sem precedentes e todo cuidado é essencial. Sabemos que a doença está avançando e o uso de máscaras colabora no controle do problema, assim como a higienização constante das mãos e em especial, evitar aglomerações”, explica o vereador, que também é médico.

O uso de máscaras, segundo o decreto, contempla:  espaços públicos -  os espaços abertos ao público, inclusive ao ar livre, como logradouros públicos e praças, e os equipamentos de transporte coletivo; espaços privados de acesso ao público em geral - os estabelecimentos comerciais, industriais e de serviços que mantenham atendimento ao público.

É indicado à população em geral o uso de máscaras caseiras, preferencialmente, atendendo as orientações constantes na Nota Informativa n. 3/2020-CGGAP/DESF/SAPS/MS, do Ministério da Saúde.   

 

 

Assessoria de Imprensa do Vereador 

Acessibilidade com Libras

O conteúdo do Portal da Câmara Municipal de Campo Grande pode ser traduzido para a LIBRAS (Língua Brasileira de Sinais) através da plataforma VLibras. Clique aqui (ou acesse diretamente no endereço - http://www.vlibras.gov.br/) e utilize a plataforma.